quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Alunos participam de projeto de educação alimentar

            
Assistidos na manhã de compras em supermercado
Os alunos assistidos pela União das Pessoas com Deficiência (Unipode) de Presidente Prudente farão uma atividade especial amanhã (6), quinta (7) e sexta-feira (8), onde vão participar de um projeto lançado pela instituição que incentiva a educação alimentar e a nutrição. O trabalho é coordenado pela nutricionista da entidade, Lucimara Marques Portella.
            O projeto chama-se Aprendendo a se alimentar brincando, e além de incentivar a educação alimentar e nutricional também tem como objetivo estimular a adoção e promoção de hábitos alimentares mais saudáveis, podendo desenvolver a aprendizagem de se alimentar brincando.

            Amanhã, os alunos vão até o supermercado escolher pessoalmente alimentos que serão preparados e consumidos, nos períodos da manhã, a partir das 8h30, e, da tarde, a partir das 13h. Já na quinta (7) vão aprender a higienizar e cortar os alimentos e na sexta (8), irão colocar a mão na massa preparando os pratos coloridos de verduras e frutas e degustando as delicias que escolheram e prepararam.

            Os assistidos serão acompanhados e orientados pela nutricionista e a educadora Social Sandra Cristina Pereira Guerreiro.

(Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unipode)

Entidades se preparam para Expodefic

Thiago Camilo, 27, produzindo artesanatos no ateliê
da Unipode
Assistidos da União das Pessoas com Deficiência (Unipode) se preparam para a 13ª Exposição de Trabalhos Artesanais da Pessoa com Deficiência (Expodefic), que acontece nos dias sete e oito de novembro no calçadão de Presidente Prudente.

            De acordo com a monitora de educação social, Sandra Cristina Pereira Guerrero, 45, só de saberem que os objetos serão apresentados em uma feira os assistidos da União das Pessoas com Deficiência (Unipode) ficam motivados. “A gente vê neles a felicidade em saber que são úteis, e que o que fazem tem valor”, afirma.

            Segundo o assistido pelo projeto Águia - responsável pela inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho - da Unipode, Thiago Camilo Rodrigues, 27, o artesanato foi um dos responsáveis por vencer sua timidez. “Eu entrava [na entidade] mudo e saia calado, hoje eu sei que este trabalho me ajudou bastante, eu tinha vergonha de pedir um copo de água”, afirma Camilo, que hoje se comunica facilmente e de forma espontânea.

                        A Unipode irá expor no evento alguns dos diversos objetos produzidos pelos dois projetos, entre eles, bonecas, tapetes, guardanapos, pulseiras, colares, portas chaves, portas joias e chaveiros.

(Notícia disponibilizada pela Assessoria de Imprensa da Unipode)

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Projeto Águia - Inserção no mercado de trabalho


Olá.
Segue abaixo o link da matéria feita pela TV Band na Unipode, sobre a inserção de pessoas especiais no mercado de trabalho.

Texto:  http://noticias.band.uol.com.br/cidades/spinterior/noticia/100000641805/BAND-CIDADE-%7C-Governo-de-SP-incentiva-contratacao.html


Vídeo:  http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=xR3Qxm3kS9g


Confira também a Fan page da Unipode no Facebook: https://www.facebook.com/unipode?ref=hl